Você não está logado
Entrar | Cadastrar
Portal Nacional
02/10/2009

Olimpíadas 2016: Parabéns, Rio! Parabéns, Brasil!







Foto: Internet
Olimpíadas 2016: Parabéns, Rio! Parabéns, Brasil!
Caberá ao próximo governo viabilizar as Olimpíadas


Por: Valéria Oliveira

O presidente nacional do PPS, Roberto Freire,  divulgou nota em que o partido comemora a escolha do Rio de Janeiro, em votação realizada nesta sexta-feira em Copenhague (Dinamarca),  para sediar as próximas Olimpíadas, que serão realizadas em 2016. "É uma sonho antigo do continente, e a justa vitória pertence não apenas à beleza do Rio de Janeiro, com sua paisagem deslumbrante de montanha e mar, mas a seu povo, que tem uma inigualável alegria, amabilidade, hospitalidade e tantas outras qualidades que fazem da sua gente – brasileiros ali nascidos ou oriundos de qualquer lugar – uma população habilitada a receber o mundo todo para um evento de tamanha grandeza", afirma o texto.

O PPS adverte, entretanto, que a implemantação de políticas públicas na área de esportes e o fim de práticas como o superfaturamento que ocorreu durante os Jogos Pan-Americanos em 2007, também no Rio, são desafios que o próximo governo do Brasil terá de enfrentar para que as Olimpíadas tenham sucesso.

Segundo o TCU, R$ 2 bilhões e 740 milhões, fruto de superfaturamento, sumiram  naquele evento."Isso não pode se repetir nas Olimpíadas", observa o partido. Se houver competência na realização das nossas Olimpíadas, diz a nota, o país pode comemorar, "torcer pelo Brasil para que tenhamos  êxito em cada modalidade e fazer a festa, porque, quando se trata do povo brasileiro, alegria e emoção estão garantidas". Veja íntegra da nota abaixo:

“Parabéns, Rio! Parabéns, Brasil!

O PPS se soma à alegria de todos os brasileiros e, particularmente, dos cariocas, que conquistaram, nesta sexta-feira, o direito de sediar as Olimpíadas de 2016. O partido congratula-se com cada cidadão, com cada atleta deste país e de toda a América Latina, que pela primeira vez recebe os Jogos Olímpicos. É um sonho antigo do continente, e a justa vitória pertence não apenas à beleza do Rio de Janeiro, com sua paisagem deslumbrante de encontro de montanha e mar, mas ao seu povo, que tem uma inigualável alegria, amabilidade, hospitalidade e tantas outras qualidades que fazem da sua gente – brasileiros ali nascidos ou oriundos de qualquer lugar – uma população habilitada a receber o mundo todo para um evento de tamanha grandeza.

As Olimpíadas se realizarão em 2016, daqui a exatos 2.400 dias, período no qual é gigantesco o desafio para cumprir tarefas de fundamental importância para que elas transcorram com sucesso. Políticas públicas para a área de esportes, que atualmente não existem, precisam ser implementadas; práticas como o superfaturamento ocorrido nos Jogos Pan-Americanos de 2007 devem ser varridas para sempre. Somente naquele evento, segundo o TCU (Tribunal de Contas da União), o povo arcou com um prejuízo de R$ 2 bilhões e 740 milhões, dinheiro que foi parar no bolso de corruptos. Isso não pode se repetir nos Jogos Olímpicos. O próximo governo tem de administrar com essa preocupação e coordenar a preparação dos jogos com competência e honestidade.


É uma emoção a conquista de sediar os Jogos Olímpicos. Será uma grande responsabilidade fazer com que eles entrem para a história dos esportes como exemplo de beleza, organização e gestão competente do dinheiro público. No mais, é torcer pelo Brasil para que  tenhamos êxito em cada modalidade e fazer a festa, porque, quando se trata do povo brasileiro, alegria e emoção estão garantidas.

Roberto Freire
Presidente Nacional do PPS”






Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 2696 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Deixe seu comentário
Bloqueado
É preciso estar logado para deixar um comentário.
Clique aqui, cadastre-se e participe!!


Este conteúdo tem 0 comentário(s)





Enquete
Na sua opinião, a culpa pelo novo apagão energético no país é:


Do governo Dilma, que não investiu no sistema de distribuição de energia
Do Operador Nacional do Sistema
De um raio
Do calor e da falta de chuvas
Opa, selecione uma opção.










Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação | Hospedagem e Manutenção:Núcleo de Tecnologia do PPS
© Partido Popular Socialista - PPS (2008)